Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2010

Igreja, Política e Manipulação

Após as eleições presidenciais de 2010, sobretudo depois do segundo turno, os ambientes evangélicos, assim como os católicos, tornaram-se ainda mais inóspitos aos homossexuais.
Alguns amigos muito queridos, manipulados por lideranças cristãs, encaminharam-me e-mails que convocavam os cristãos para uma cruzada contra o aborto e a união civil homossexual, personificados na pessoa da candidata indicada pelo Governo Federal, ao mesmo tempo, lideranças evangélicas e católicas deram as caras no programa eleitoral gratuito da oposição. É intrigante como esses e-mails só aparecem nas vésperas de eleições.
Se o termo “cristão” já era sinônimo de intolerância, alienação e radicalismo, depois das eleições essa imagem se fortaleceu ainda mais.
Para mim é vergonhoso estar inserido nesse contexto político-religioso. De forma alguma me envergonho do Cristo ou de seu evangelho. O que considero vexatório e asqueroso é a manipulação religiosa, com fins políticos e que promove o ódio aos homossexuais.

Sete Passos Para Criar Sete Passos de Sucesso

1- Escolha um bom tema.
Em primeiro lugar, para criar sete passos que inspire as pessoas, confira a você notoriedade, influência (poder) e, acima de tudo, muito dinheiro, você deve escolher um tema que seja do interesse do maior público possível.

Sexo, relacionamento, finanças e liderança estão entre os temas que mais vendem livros, seminários e treinamentos. Caso escolha um desses temas, certamente alcançará seus objetivos em pouquíssimo tempo.

Caso seja orador ou escritor religioso, estes sete passos funcionarão da mesma forma, proporcionando os mesmo resultados, independentemente da religião ou filosofia.

2- Oculte as possibilidades de fracasso.

Em segundo lugar, é preciso ter em mente que as pessoas sempre buscam receitas infalíveis. Ninguém gosta de gente cautelosa e precavida. O povo admira os atirados e ousados.

Por isso, se seus sete passos conterem expressões como “caso fracasse na primeira tentativa...” ou “se isso não der certo tente...”, é muito provável que os consumidor…

Carta Aberta a Kukis e Dédis

Quando penso em vocês, imagino como deve ser maravilhoso nascer ao lado do seu melhor amigo. Também imagino como deve ser difícil conviver com a ideia de que existe uma pessoa praticamente idêntica a si.

Contudo, ainda que seus genomas fossem plenamente idênticos (neste caso seus pais e algum geneticista estariam encrencados), ainda assim vocês seriam pessoas únicas. Percebam que nosso ser é composto por muito mais elementos que prescrevem nosso DNA.

Somos feitos de valores, de nossas histórias de vida, personalidades, pelas lentes com as quais enxergamos o mundo e principalmente pelas nossas emoções, sonhos, sentimentos e anseios.

Meninas, por falar em anseios, fiquem tranqüilas quanto à escolha da profissão. Vocês têm muito tempo até tomarem essa decisões.

Tenham em mente que remuneração não é o principal fator a ser levado em conta. Pense primeiramente no que vocês querem construir ao longo dos próximos 40 anos. Antes de escolher qual profissão seguir, é preciso definir se querem…

Onde Comprar?

Hoje pela manhã levei meu pai ao mercado onde fazemos compras costumeiramente. Como não gosto de fazer compras, esperei no estacionamento.

De início, incomodou-me a presença de um casal entre a saída do mercado e a entrada do estacionamento. O moço aparentava ter a minha idade, moreno forte, com uma calça de metalúrgico enrolada até o meio das canelas, muito suja e rasgada, com um tênis surrado e com a camiseta jogada nos ombros. A moça parece ter no máximo 21 anos, esbelta, de pele branca e cabelos enroladinhos e claros. Suas roupas eram tão sujas quanto a de seu companheiro.

Observei com atenção meu pai passar ao lado desses prováveis andarilhos. Enquanto ele passava despreocupado, reparei que o rapaz sacou algo de dentro de uma sacola que não consegui identificar de primeira. Virei para pegar os óculos enquanto meu pai sumia na esquina do prédio. Olhei novamente e pude ver um pão francês sendo partido ao meio e devorado a seco pelo casal.

Liguei o rádio e abri um livro numa tentativa …

Butterfly

Essa é sem dúvida a arte da Camis que eu mais gosto!



Valeu Camis... Cuida bem do meu amigo!

Espelhos

Engasgado, bate o sinal para a quarta aula. Sem demora, o Professor Jean entra na sala com seus passos largos e apressados. Inteligentíssimo, mas pouco interessante. Tem a particularidade de não olhar nos olhos de ninguém. Começa mais uma sonífera aula de história no 2º Exatas B.
A sala, com suas fileiras tortuosas e seu mural rasgado, parece receber Jean com frigidez e descaso. Até os alunos novos já perceberam, em plena segunda semana de aula, a desconexão dessa figura mórbida.
Em ambos extremos da sala estão os novatos. As moças são hostilizadas pelas veteranas que as julgaram um tanto esnobes. Os rapazes parecem observar, inertes, a beleza tanto das novatas quanto das alunas antigas.
Entre as veteranas, Diana destaca-se por suas boas notas e pela personalidade forte. Estranhamente, senta-se há três anos na mesma carteira, na fileira central, próximo ao fundo da sala. Na mesa estão gravados os nomes de algumas bandas antigas, times de futebol, suásticas e alguns pervertidos esboç…

Meus 26 Anos

23 de Janeiro de 2010.
Nunca dei muita bola para os meus aniversários. Não via muito sentido em festas e presentes. Contudo, o cumprimento dos meus 26 anos foi muito diferente. Minha namorada e minha mãe estariam viajando e meu pai estaria no trabalho. Assim combinei com alguns amigos um encontro no Açaí do Taboão as 18:00h.Chovia muito quando acordei e logo me dei conta de que estava sozinho em casa. O tempo não passava e a cada telefonema meu coração saltava de alegria. Passei a manhã lendo meus poemas favoritos ao som das canções prediletas. Entre um verso e outro relembrava episódios marcantes da minha história. Gradualmente foi crescendo um sentimento muito agradável de gratidão. Deitado em minha cama, senti lágrimas quentes rolarem pelo rosto enquanto agradecia a Deus pela minha família, amigos, pela minha namorada (que me emocionou com as flores que mandara entregar naquela manhã), por meus alunos e pela dádiva de ter uma vida normal após meu acidente de carro, do qual escape…