Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2008

Física e Humildade

Tela de Luana Santana

"Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus;" (Mateus 5:3)

É inegável que nós, estudantes de Física, possuímos um conhecimento muito acima da média acerca do Universo. Das menores partículas aos limites das galáxias mais distantes, o Cosmo é revelado a passos largos a essa minoria privilegiada.

Também é inegável que esse conhecimento do Cosmo causa impressões diferentes em cada pessoa. Ele tanto causa deslumbramento e humildade, quanto arrogância e intolerância. Esse novo saber acerca do Universo nos instiga a repensarmos o nosso lugar no mesmo.

Uma visão mais detalhada da imensidão e complexidade do Universo material causa, numa parte dos físicos, a sensação de fragilidade e efemeridade. Blaise Pascal declarou:


“O que é o homem na natureza? Um nada em relação ao infinito, um tudo em relação ao nada, um ponto entre nada e tudo” e “Quando considero a duração mínima da minha vida, absorvida pela eternidade precedente e seguinte, o…